BLOG

21/01/2020 - Recrutadores

Você faz entrevista de desligamento?

Separamos algumas orientações que podem ajudar na implantação da entrevista de desligamento na sua empresa.

O momento no qual um colaborador se desliga da empresa, seja de forma voluntária ou não, deve ser organizado e conduzido com uma entrevista de desligamento.

Embora seja muitas vezes deixada de lado, a entrevista de desligamento tem grande importância, já que propicia informações valiosas para a corporação e permite que o profissional se posicione sobre diferentes aspectos.

Quando estruturada de maneira correta, a entrevista de desligamento pode contribuir para redução do turnover, já que abre um canal para que a empresa compreenda a visão dos colaboradores e, assim, possa promover melhorias no ambiente de trabalho.

Se você não faz entrevistas em seus processos de demissão e gostaria de implantar essa prática em sua empresa, a Avance Authent separou algumas orientações que podem ajudar nessa implantação.

 

– Não torne a entrevista obrigatória

Embora seja uma prática de suma importância para a empresa, não é indicado que esse encontro seja colocado como uma obrigação.

O convite – pela gestão ou diretamente pelo RH – precisa deixar claro que essa é uma entrevista opcional e que será realizada com discrição.

Estar confortável para participar da entrevista de desligamento garante que o profissional tenha mais clareza nas informações que compartilhará com o entrevistador.

 

– Defina o melhor momento

O diálogo conduzido no processo de desligamento pelo representante do RH não deve procurar culpados ou problemas, mas, sim, ser feita como uma troca de feedbacks entre ambas as partes.

Para que isso seja possível, é fundamental escolher o melhor momento para realização dessa entrevista, evitando situações nas quais o profissional esteja com as emoções afloradas.

Agendar o encontro para a data na qual o profissional deverá levar documentos para o desligamento, ao invés de convidá-lo para uma conversa no mesmo dia da rescisão, é uma maneira de garantir que as emoções estejam mais contidas e que a entrevista seja realizada de forma mais objetiva.

 

– Filtre o conteúdo e evite fofocas

Conduzir a entrevista de desligamento com base em perguntas diretas evita que o encontro se torne apenas um momento de desabafos e fofocas.

Caso o colaborador tenha sido demitido, é importante que a empresa forneça a ele informações sobre possíveis competências insatisfatórias, razões pessoais e/ou estruturais. Tudo isso de forma educada e natural.

Em situações nas quais o colaborador esteja pedindo demissão voluntária, pode-se perguntar sobre salário, benefícios e ambiente de trabalho.

Em ambas as circunstâncias, é possível entrar em temas como: clima organizacional, imagem da empresa, comunicação interna e pontos de aprimoramento.

 

– Tome nota da entrevista

Peça autorização para o colaborador para fazer anotações durante o bate-papo. A ideia é que seja possível produzir um relatório posterior.

Anote de forma breve, assim você não perderá gestos e movimentos do agora ex-funcionário, e também não precisará pedir que ele repita informações (atitude que pode ser vista como desagradável).

 

– Seja educado e otimista

A entrevista de desligamento deve ser encarada como um bate-papo natural, onde o entrevistador ouve mais do que fala.

Conduza-a de forma educada e otimista. Evite um comportamento defensivo ou reativo, procurando não questionar as informações passadas pelo profissional.

Como já dissemos por aqui, caberá a você filtrar o conteúdo compartilhado por esse colaborador, sem entrar em conflito com ele.

 

Avance Authent

A Avance Authent atua no mercado de RH há mais de 25 anos. Nossos profissionais estão aptos a dar consultoria para as mais diversas práticas de gestão e desenvolvimento de pessoas.

Entre em contato conosco e conheça todos os serviços oferecidos.

Post relacionados

30/06/2020 - Candidatos

A Avance-Authent tem algumas dicas fundamentais para que esta integração seja feita de forma adequada. Confira em nosso blog.

23/06/2020 - Recrutadores

O mercado de RH está em constante renovação e precisamos estar atentos às novidades para oferecer as melhores soluções aos clientes.

16/06/2020 - Candidatos

Conheça quais são os direitos trabalhistas do colaborador temporário, acessando nosso blog!

Rua Estela, 515 · Bloco E · 17º andar Cj. 171 e 172
Vila Mariana - CEP: 04011-002 · São Paulo/SP

+55 11 5906-7500

+55 11 3262-5562