BLOG

17/03/2020 - Recrutadores

Quando e como pedir aumento para o chefe?

Pedir um aumento é uma tarefa difícil para colaboradores e gestores, acredite. Se você estruturar bem os argumentos, tudo pode ficar mais fácil. Vamos te ajudar com algumas dicas.

 

Formalidades

Marque uma reunião para tratar unicamente do assunto. Nunca aborde seu chefe durante um café ou no meio de outra reunião. A situação formal é a mais indicada para solucionar a situação.

 

Qual o tom da conversa?

Pedir aumento é uma situação um pouco constrangedora. Evite tons de ameaça, seja parceiro da empresa e fale sobre crescimento e futuro. Demonstrar confiança é deixar a situação mais confortável. Use a tranquilidade e a sinceridade. Não faça chantagens. Usar o argumento de que você recebeu outra proposta melhor, pode ser arriscado. Se for mentira, você corre o risco de ser descoberto e perder a confiança que conquistou. Lembre-se que “como falar” é tão importante quanto “o que falar”.

 

Quais os seus argumentos?

Na hora de convencer qualquer pessoa a aceitar uma ideia, é preciso reunir argumentos. Faça uma lista, enumere todas as atividades que você faz, considere as contribuições que já fez e os benefícios que você ainda pode trazer para a empresa.

 

Faça uma autoavaliação

  • Como foram seus últimos feedbacks?
  • A empresa passa por um bom momento?
  • Você cumpriu as suas metas?

Respostas positivas para essas questões são um bom caminho para o êxito no pedido.

 

Mais razão, menos emoção

Mesmo que esteja precisando de dinheiro para resolver questões pessoais, nunca use isso como argumento. Não pense que alguém pagaria mais para você fazer a mesma coisa. Algumas pessoas alegam o nascimento de um filho e os gastos extras. Isso é, sim, muito importante, mas imagina se os salários fossem definidos de acordo com o número de dependentes? Inviável, né?

 

Aumento não é recompensa

A empresa não vai te pagar mais por algo que você já fez, mas sim, por algo que você pode fazer. Iniciativa e produtividade são características admiráveis. Qual o seu potencial? Se proponha a assumir outras tarefas e responsabilidades que possam aumentar a receita da empresa ou diminuir os custos. Você pode usar esses argumentos na hora de solicitar o aumento.

 

O que você deveria fazer x O que você faz

Compreenda as atividades da sua função e as atividades que você está fazendo. Realizar além das suas responsabilidades pode configurar uma mudança, na prática, de cargo, fortalecendo o argumento. É mais barato dar um aumento para você do que contratar outra pessoa para as tarefas que você já executa.

 

Qual o momento certo?

Um aumento para você é uma alteração nas finanças da empresa, algo que nem sempre é simples de fazer. Acompanhando o calendário, uma empresa organizada costuma planejar o orçamento do próximo ano no último trimestre. Portanto, setembro é um mês interessante para solicitar um acréscimo no salário.

 

Nada é do dia para a noite

Não pense que a resposta será imediata. Seu superior precisa consultar o RH e conhecer os limites. Esteja pronto para negociar uma margem de aumento que fique dentro dos seus objetivos e das possibilidades da empresa.

 

E se eu receber um não?

Nada de desanimar. Compreenda a conversa, analise os argumentos recebidos e continue dando o seu melhor. Muitas vezes, é o seu desempenho que está fazendo a empresa se manter num cenário difícil, mas sem um crescimento claro. Seu superior entende o seu esforço, mas a matemática não fecha e um possível aumento para qualquer um poderia desequilibrar as contas, por mais que o seu esforço seja amplo.

Post relacionados

31/03/2020 - Recrutadores

As redes sociais se popularizaram. Existe uma para quase todo tipo de assunto. Para o mundo dos negócios, não é diferente.

24/03/2020 - Recrutadores

Antes de mais nada, tente entender o porquê de tantas faltas. É um problema de comportamento do funcionário ou uma questão interna da empresa?

10/03/2020 - Recrutadores

A Avance listou algumas práticas importantes para um ambiente mais feliz e produtivo.

Rua Estela, 515 · Bloco E · 17º andar Cj. 171 e 172
Vila Mariana - CEP: 04011-002 · São Paulo/SP

+55 11 5906-7500

+55 11 3262-5562