BLOG

23/02/2021 - Recrutadores

Porque o foco na experiência humana é o futuro do RH?

Antigamente, o setor de Recursos Humanos costumava ser visto como uma área de responsabilidades burocrática. Sua função era, basicamente, fazer seleção e recrutamento e manter as documentações de funcionários organizadas. Porém, ao longo do tempo, a área foi ganhando uma posição mais estratégica.

Um dos motivos é a ênfase que as empresas passaram a dar para a gestão de pessoas que transformaram o RH em um setor determinante. Atualmente, a área pode trazer inovações tecnológicas para a rotina de trabalho, otimizando as tarefas e aumentando a produtividade com a ajuda de novas ferramentas e softwares. Suas ações acabam tendo impacto em todos os setores da empresa e suas metodologias têm adquirido força. 

Empatia e comunicação eficiente

O perfil dos colaboradores mudou também. Se, antes, eles consideravam fundamentais salário, plano de saúde e um gestor amigável, agora, estão atentos a muito mais do que isso: recursos tecnológicos, espaço físico de trabalho confortável, maleabilidade e oportunidades de crescimento. Esta mudança fortaleceu o entendimento de que um profissional valorizado e motivado produz muito mais, levando a empresa a bons resultados. Por isso, tornou-se imprescindível um RH com foco na experiência humana que se aproxima das pessoas e dos negócios, acompanha o andamento das atividades, a partir de uma cultura organizacional e de um ambiente colaborativo. 

Também chamado de Human Experience Management (HXM), este tipo de gestão busca colocar as pessoas que impulsionam o sucesso de uma empresa no foco do negócio, com o objetivo de motivar e desenvolver as competências e talentos individuais dos colaboradores. O humano passou, então, a ser o centro das soluções.

Para colocar este conceito em prática, a Avance-Authent sugere que a empresa se atente em:

  • Oferecer bem-estar, criando conexões com seus funcionários, para que eles se sintam parte do ambiente corporativo, mesmo em trabalho remoto. Mais do que transmitir comunicados e gerenciar folhas de pagamento, faz-se necessário oferecer experiências para que eles se sintam valorizados, como: flexibilização de horários, day-off (especialmente no dia do aniversário), encontros virtuais para descontração e se mostrar sempre disposto a ouvir aqueles que necessitam de ajuda.

  • Demonstrar empatia e integrar ainda mais as equipes, observando os comportamentos individuais para providenciar recursos que potencializem seus desempenhos e perspectivas. O simples ato de prestar atenção em seu time e ajudar na resolução de conflitos pode resultar em engajamento e diminuição da taxa de turnover.

  • Investir no futuro dos colaboradores, oferecendo cursos e workshops. Programas para o desenvolvimento dos times elevam a produtividade, além de serem uma forma de valorização importante.

  • Promover ações focando em saúde corporativa que demonstrem a preocupação da empresa pelos colaboradores e transformem comportamentos insalubres com palestras e atividades que apontem a importância de se fazer exames periódicos, apresentando sintomas de doenças comuns e como combatê-las.

  • Dedicar-se à cultura da empresa, interagindo com as equipes para entender como anda a experiência de trabalho. O feedback é sempre uma importante ferramenta no ambiente corporativo, pois traz soluções de problemas e confere reconhecimento.

Post relacionados

15/06/2021 - Recrutadores

Assim como todos os profissionais que entram no mercado de trabalho, as pessoas com Down se fortalecem e mudam suas posturas, sentindo-se mais independentes e capazes de realizar seus desejos quando começam a trabalhar.

08/06/2021 - Candidatos, Recrutadores

O home office – ou trabalho remoto – já era praticado por algumas empresas com parcimônia há alguns anos, tanto que passou a ter uma regulamentação própria após a Reforma Trabalhista, em 2017.

01/06/2021 - Candidatos, Recrutadores

Com a segunda onda da pandemia da Covid-19 e o alto número de mortes que ainda assombram o país – sem falar na possibilidade de uma terceira onda –, muitos colaboradores se sentem perdidos em relação à volta ao trabalho presencial.

 

Av. da Liberdade, 1000 – 7º andar – Cjto 703
Liberdade – S. Paulo/SP - CEP 01502-001

+55 11 5906-7500

+55 11 3262-5562