BLOG

20/04/2021 - Candidatos

Como fazer uma contraproposta salarial

Uma contraproposta salarial pode acontecer nos mais diferentes contextos, tais como: antes de começar a trabalhar para uma empresa, para impedir a saída de um colaborador ou, simplesmente, durante uma negociação interna.

A existência de uma contraproposta pode ser um elemento chave para o futuro da relação profissional, sendo a comunicação, a argumentação e a autoconfiança, habilidades necessárias para conseguir uma negociação salarial mais justa. 

Negociar é uma parte natural do processo de tentar fechar acordo e é sinal de competência e seriedade. As empresas respeitam os candidatos que negociam. Não veja isso como algo negativo e não tenha medo de batalhar por melhores oportunidades.

Como fazer uma contraproposta salarial da melhor forma?

Antes de tudo, você precisa determinar o seu valor no mercado de trabalho, ter uma estimativa salarial personalizada, baseada no seu cargo, empresa, localização e experiência. Leve em conta o porte da empresa, pois as remunerações costumam ser maiores em instituições de grande porte.

 

Em uma negociação ou contraproposta durante o recrutamento, prepare-se antes de ir para a entrevista, fazendo uma reflexão sobre o aspecto financeiro, pois o tema será colocado em algum momento do processo. 

Há candidatos que ficam sem graça ou se sentem pressionados e acabam aceitando uma proposta salarial abaixo do esperado, o que compromete a motivação e produtividade a curto e médio prazo. Em contrapartida, alguns profissionais se sentem muito seguros do quanto querem ganhar, mas pedem valores fora dos padrões do mercado e acabam perdendo boas oportunidades. Então, tenha cautela e parcimônia.

uma contraproposta num contexto de promoção ou troca de emprego exige que o colaborador explique bem os motivos de estar pedindo um valor diferente do que foi originalmente combinado. Aponte os conhecimentos e qualificações que possui, quais metas foram alcançadas e como os serviços realizados diariamente agregam valor à empresa. Uma boa forma de convencer o chefe é se propor a assumir outras responsabilidades que possam aumentar a receita da empresa ou reduzir custos. 

Tenha profissionalismo e assertividade e tome cuidado para não ser tomado pela arrogância ou excesso de confiança. O objetivo é comprovar que você é um colaborador qualificado. Por isso, mantenha o foco na empresa, apontando o que você pode fazer para melhorar o desempenho da equipe e da instituição como um todo. Não use como argumentos necessidades pessoais ou familiares. 

Além disso, é importante estar atento a mais alguns pontos:

Não exagere no valor, faça uma proposta de até 20% a mais do que foi oferecido. Desta forma, as chances de sua contraproposta dar certo são maiores, pois os salários fazem parte do orçamento da empresa que normalmente é definido anualmente;

– O salário, muitas vezes, pode não ser bom, mas é importante avaliar os benefícios e ver se eles compensam. Afinal, plano de saúde, alimentação, transporte, auxílio estacionamento precisam fazer parte da conta final.

Se, mesmo assim, a negociação não deu certo, não desanime. Continue buscando oportunidades, pois nem sempre conseguimos o salário ideal em um primeiro momento. A Avance-Authent aconselha a continuar investindo em você: faça cursos de capacitação, especializações e aprimore seu currículo profissional!

Post relacionados

11/05/2021 - Candidatos

O auxílio-doença é um benefício por incapacidade pago ao segurado do INSS que comprove, a partir de uma perícia médica, estar temporariamente inabilitado para o trabalho em decorrência de doença ou acidente.

04/05/2021 - Recrutadores

Cada negócio precisa definir de que forma as métricas servem para uma determinada situação e quais devem ser analisadas. Os indicadores permitem que seja criada uma estratégia de trabalho mais coerente, possibilitando que o departamento tome decisões baseadas em dados confiáveis.

27/04/2021 - Candidatos

Entre os diversos direitos dos trabalhadores trazidos pela CLT, podemos destacar o 13º salário, o salário-mínimo e 30 dias de férias remuneradas a cada 12 meses de trabalho.

 

Av. da Liberdade, 1000 – 7º andar – Cjto 703
Liberdade – S. Paulo/SP - CEP 01502-001

+55 11 5906-7500

+55 11 3262-5562